Observatório Ítaca

De olho no mundo, com a boca no trombone

O Fim do Lítio?


Estudos recentes mostram que o homem cada vez mais busca por uma fonte de energia renovável seja solar, eólica ou maremotriz. Graças essa busca foi descoberto recentemente que é possível utilizar Formic acid, criados a partir de madeira, para gerar energia.
A ideia esta sendo aplicada em carregadores de celular por cientistas da Universidade de Umeå, na Suíça, segundo eles, é possível aumentar a quantidade de energia gerada e a estabilidade dos Formic acid usando um catalisador feito com nanopartículas paládio, que embora seja um metal nobre como ouro não é tão caro.
Caso essa nova tecnologia seja aplicada em carregadores de celular, não seria então possível utilizá-la como “combustível” para abastecer coisas maiores como carros elétricos? Assim como seria feito com o celular bastaria renovar os Formic acids de tempos em tempos em vez de plugar a bateria do carro por doze inconvenientes horas para voltar às ruas. Em um futuro próximo não seria absurdo dizer que este “combustível limpo” será utilizado nas ruas.
Embora os Formic acid sejam uma opção de energia renovável, dependendo da quantidade de paládio preciso para fazer a reação ser mais rápida e liberar mais energia, talvez ele não seja monetariamente viável, pois mesmo que o paládio seja mais barato que ouro ele ainda vale aproximadamente 50 reais a grama, ou seja, supondo que haja um grama de metal por litro, o litro de “combustível’ seria de no mínimo R$50 se sua produção fosse caseira, mas é claro que não será, mesmo assim não creio que a produção em massa vá diminuir o preço para R$3 o litro”. Portanto a quantidade de Formic acid que os carros elétricos precisariam usar seria menos do que 3 litros.

Arthur Trento nº1
Gabriel Lauria nº5
Murilo Mendes nº20

Anúncios

Um comentário em “O Fim do Lítio?

  1. João Homero
    junho 8, 2013

    Muito atual e pertinente o texto mostrando que há muita gente pesquisando fontes bem alternativas de energia. Este post mostra uma fonte pouco divulgada, e ainda em estudo, de uso de ácido fórmico (tradução para o termo usado pelos meninos de formic acid). Apenas para enriquecer um pouco mais o texto, esse ácido é composto orgânico de fórmula HCOOH e pertencente à função “ácido carboxílico”. Aliás, é o ácido carboxílico mais simples e formado quando se aquece madeira sem contato com o ar (a madeira se decompõe termicamente e libera muitos compostos, entre eles metanol – um álcool – e ácido fórmico). O nome ácido fórmico vem do latim formica (formiga), pois na Idade Média os alquimistas já obtinham esse composto destilando formigas (!). Pois é, esse composto também é produzido pelas formigas que injetam o ácido nos seus inimigos para se defender. Esse compostos é que causa a irritação de uma picada.

Deixe sua réplica

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em junho 4, 2013 por .
%d blogueiros gostam disto: