Observatório Ítaca

De olho no mundo, com a boca no trombone

Energias alternativas no Brasil


No futuro, nosso grande dilema será (?) encontrar novas fontes de energia que sejam sustentáveis e deem conta da demanda de eletricidade mundial (Ler mais). Um dos exemplos desta busca é a glowing plant. Ela ainda é um protótipo mas se as mudanças genéticas forem efetuadas com sucesso, ela poderá revolucionar o acender de uma lâmpada e economizará grandes quantidades de energia (Ler mais).Há também uma iniciativa, no Brasil, de usar CO2 para alimentar plantação de algas que produzirão energia. A empresa austríaca See Algae Technology está colaborando com o Brasil nessa pesquisa (Ler mais).
Em meio a essa busca cujos resultados podem solucionar problemas futuros, temos a atual preocupação ambiental em relação à obtenção de energia, pois muitas fontes de energia são altamente poluentes (termelétrica, por exemplo) e, portanto tenta-se usufruir cada vez mais de energias alternativas.
O que são energias alternativas? As energias alternativas são energias sustentáveis, obtidas através de fontes que são essencialmente inesgotáveis, ao contrário dos combustíveis fósseis (por exemplo), dos quais há uma provisão finita e que não pode ser reposta. A energia está relacionada a quase tudo o que fazemos no dia a dia, desde o simples ato de acender uma lâmpada ao processo de produção inteiro de uma indústria. Um dos maiores benefícios das energias alternativas é o fato de serem limpas, e a longo prazo, serem baratas.
O quanto realmente se investe em energias alternativas? A presidente Dilma Roussef , na reunião do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas se fez clara: “Uma conferência como essa não tem espaço para a fantasia. Não estou falando da utopia, que pode ter, mas estou falando da fantasia. Não posso falar que é possível só com a energia eólica iluminar o planeta, porque não é. Só com solar? De maneira nenhuma”, afirmou a presidente, que acrescentou que é impossível “estocar vento”.
Apesar desta declaração da presidente, o país passa por um bom momento em relação aos investimentos em energia eólica. A capacidade instalada passou de 22 MW em 2003 para 1.509 MW em 2011, com a previsão de alcançar 8.088 MW em 2016. Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a eólica já é a segunda fonte de energia mais competitiva no país, perdendo somente para a hidrelétrica.
Alguns estádios da Copa já anunciaram a inclusão de painéis de energia solar em seus projetos, como parte da iniciativa Estádios Solares do Instituto IDEAL (Ler mais). “Neste ano, em que o Brasil sedia a Conferência Rio +20 com a grande tônica da sustentabilidade, esta tecnologia limpa e renovável de geração abre novas possibilidades para as edificações, especialmente nos estádios de futebol, a grande paixão dos brasileiros”. Mas afinal, compensa instalar um painel solar? Apesar de um cenário favorável, os gastos com a instalação do sistema de captação de energia solar são bem mais elevados quando comparados com as modalidades mais tradicionais obtenção de energia. No Brasil, se consideradas todas as tarifas, este custo estaria em torno de 3,5 mil euros por kWp. Por isso, investidores explicam que, nesse momento, o consumidor que optar pela energia solar terá que possuir uma disposição para que o valor da aplicação seja amortecido em 25 a 30 anos, que é o tempo médio de duração dos painéis e módulos fotovoltaicos. O Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas para a América Latina, o IDEAL, lançou o “Simulador Solar”, ferramenta online que permite calcular quanto um imóvel economizaria ao optar pela energia solar e qual seria a área necessária para a instalação dos painéis.
Segundo o relatório Quem está ganhando a corrida da energia limpa, divulgado pelo instituto americano Pew, o Brasil alcançou o posto de 10° país que mais investe em fontes de energéticas renováveis ao destinar R$ 8 bilhões para o desenvolvimento da chamada energia limpa, em 2011.
No brasil, 44,7% da matriz energética vem de fontes renováveis. Falando da matriz energética mundial, somente 13,3% vem de fontes renováveis.(Matriz energética é toda energia disponibilizada para ser transformada, distribuída e consumida nos processos produtivos, é uma representação quantitativa da oferta de energia, ou seja, da quantidade de recursos energéticos oferecidos por um país ou por uma região).

Lorena e Lara

Anúncios

Deixe sua réplica

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em junho 5, 2013 por .

Navegação

%d blogueiros gostam disto: